Escrever à mão. Uma atividade multisensorial!

Escrever à mão. Uma atividade multisensorial!

Ok… vamos começar por um ponto que vai fazer muita gente torcer o nariz: 

Talvez não saiba, mas uma das principais causas de problemas de escrita manual é uma pobre instrução no processo de escrita! Ou seja, algumas crianças têm dificuldades de escrita, não só por problemas de desenvolvimento mas também porque não foram ensinadas a formar letras corretamente!

Hoje em dia, muitas escolas não ensinam caligrafia de forma explícita e cuidada. Há várias razões para isto. Acredita-se que as crianças farão a maior parte dos seus textos usando tecnologia (tablets, computadores e etc,) e não precisam, portanto, de escrever muito à mão (um erro enorme!!) e por outro lado, as escolas têm tempo limitado e uma carga de conteúdos tão grande para leccionar que acontece uma de duas coisas: 

  • 1) a escrita – processo físico de formar letras – recebe menos atenção ou 
  • 2) o ensino das letras passa para o pré-escolar e crianças cada vez mais novas estão a aprender a escrever! 

Qual o problema deste segundo ponto? Normalmente as crianças não estão neurológica e fisicamente amadurecidas para uma tarefa tão complexa como a escrita manual!

Infelizmente, muitas pessoas não entendem o quão importante é escrever à mão para aprender a escrita. Eles também não entendem o papel que a formação de letras desempenha na capacidade das crianças escreverem frases, parágrafos e composições coerentes. Na verdade, estudos recentes indicam até que a capacidade de escrever à mão não está só relacionada com fazer uma letra bonita mas tem um impacto e uma relação até com as capacidades de leitura!!!

O que podemos então fazer? 

Primeiro compreender que desenvolver a escrita e desenvolver a motricidade fina são coisas completamente distintas. 

Para que uma criança consiga pegar num lápis corretamente e escrever, ela deve ter boas capacidades de motricidade fina! MAS… essas capacidades não se desenvolvem à mesa, a escrever filas intermináveis da letra “a”.

As capacidades de motricidade fina desenvolvem-se durante o brincar com atividades construtivas e que envolvam o sistema tátil (ou sentido do toque) e o sistema propriocetivo (ou sentido da consciência do corpo). 

Quanto mais oportunidades a criança tem de se envolver em atividades em que use as suas mãos para explorar o ambiente e objetos, mais ela estará a desenvolver as suas capacidades manuais e de motricidade fina e consequentemente mais preparada vai estar para as exigências da escrita!

Depois… a escrita é, também ela, uma atividade multissensorial, não basta termos uma caneta e papel para produzir letras! A escrita envolve a “imagem mental” das letras, o planeamento motor dos movimentos e uma boa coordenação olho-mão para desenhar exatamente a letra a que nos propomos, uma boa discriminação tátil para colocar a caneta no sítio certo na minha mão, e uma boa capacidade propriocetiva para saber que quantidade de força devo colocar nesta tarefa.

Assim, as melhores estratégias para iniciar a escrita envolvem colocar o papel de lado e fazer uma abordagem multissensorial!

Atividades como escrever letras e formas simples em superficies mais rugosas (escrever com giz no chão ou no muro do quintal, por exemplo), pintura com dedos, fazer letras com plasticina, desenhar na espuma de barbear, etc. Estas são atividades que envolvem os sentidos do corpo de forma mais intensa e que vão ajudar a sua criança a aprender as letras de forma multissensorial e a armazenar na sua memória cinestésica (ou memória do movimento) a forma correta de desenhar as letras para a escrita!

Os Terapeutas Ocupacionais trabalham normalmente sobre estes princípios! Se a escrita da sua criança a preocupa peça uma avaliação para que o terapeuta possa perceber qual a melhor forma de ajudar a sua criança a melhorar a sua escrita manual!

Clique no botão para descarregar alguns recursos relacionados com a escrita manual:

Se quiser saber mais sobre como ajudar a desenvolver a escrita manual na sua criança pode dar uma olhada no nosso curso online Como Ajudar o Meu Filho a Escrever.

Para os Terapeutas Ocupacionais temos 2 formação específicas de avaliação e intervenção nas Dificuldades de Escrita Manual!

Em Junho, na Nazaré: https://cursos.marcoleaoto.pt/courses/to-nas-dificuldades-de-escrita-manual-nazare

Em Julho, na Maia: https://cursos.marcoleaoto.pt/courses/to-nas-dificuldades-de-escrita-manual-maia

Em que é que vai trabalhar hoje?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *