Creches e COVID-19: Se varreres o chão as formigas não entram

Creches e COVID-19: Se varreres o chão as formigas não entram

“Para criar uma criança é preciso uma aldeia inteira!” (Provérbio Africano)

Infelizmente, esta aldeia em que vivemos atravessa uma realidade nunca antes conhecida!

Infelizmente, por motivos profissionais, não tenho tido a oportunidade de acompanhar o desenrolar dos acontecimentos de maneira que me permita opinar sobre o assunto de forma sustentada.

Contudo, parece-me inegável que o afeto, o toque e a relação estão neste momento ameaçados para os nossos pequenos! E isso é um perigo, porque são eles que, agora mais do que sempre, precisam destes ingredientes tão importantes para um desenvolvimento saudável!

Por tudo aquilo que aprendi ao longo destes anos como profissional de saúde na pediatra, sinto que há sempre uma tendência para nos focarmos na intervenção e reabilitação em vez de considerarmos o potencial da prevenção! E neste caso a prevenção é essencial!

Sei que as soluções são escassas! Mas talvez a solução resida em cada um de nós, mais do que em qualquer lei ou orientação!

“Se todos varrermos o chão à nossa porta, o mundo torna-se um lugar mais limpo”, dizia Madre Teresa de Calcutá.

Neste caso, a solução passa também por varrermos a nossa porta.

Todos nós temos o poder de minimizar o impacto negativo que as orientações para a creche podem causar!

Como!? Bem, é aqui que entra a prevenção!

Assumindo a responsabilidade que temos em nos mantermos saudáveis!

Prevenir/impedir que sejamos portadores do vírus vai minimizar a necessidade de distanciar crianças, vai minimizar o impacto que a falta de afeto e relação terão no seu futuro.

Se és Pai ou Mãe, certifica-te que fora da escola o teu contacto e o da tua criança com outros é reduzido, aplica todas as normas de distanciamento e higiene em TODOS os momentos. Não facilites, e assim evitas que seja a tua criança a levar o vírus para dentro da creche. E sejam compreensivos com as creches. Isto é um desafio para todos!

Se és educadora/auxiliar, certifica-te que cá fora e lá dentro és o exemplo imaculado da higienização, protege-te e reduz ao máximo os contactos com outros! Aposta tudo na tua desinfeção e desinfeção dos materiais para que não sejam as crianças a pagarem o preço, para que não sejam elas a terem que ser separadas, privadas de brinquedos, afetos e relações.

Se és diretor(a) de uma creche! Ouve os pais e os teus educadores e auxiliares! Ouve as crianças também. Nesta altura em que se pede para deixarem os pais (fisicamente) fora da escola, não permitas que isso crie um fosso entre a creche e as famílias! Os pais vão querer garantir que há cuidado e segurança, vão exigir e vão estar nervosos! Compreende, inclui, colabora. E exige que cumpram a sua parte! Exige que varram o chão à sua porta.

Esta é uma situação nova, excepcional e todos temos o dever de continuar (ainda mais) a fazer o que temos feito até agora! Se nos mantivermos todos seguros, protegidos e cumprirmos as regras, menos mudanças drásticas teremos que causar às nossas crianças.

Se todos nos prevenirmos.. estaremos a fazer o melhor pelo presente, mas principalmente, pelo futuro das nossas crianças!

Agora vá! Vai buscar a tua vassoura! 🧹

Em que é que vai trabalhar hoje?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *